Gaeco faz operação contra grilagem de terras da APA de Itupararanga


O Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público, realizou nesta segunda-feira (3), uma Operação para combater crimes de grilagem de terras que foram invadidas para a construção de loteamentos clandestinos em uma Área de Proteção Ambiental (APA) de Represa de Itupararanga protegida por abastecer Votorantim, Ibiúna, Mairinque, Piedade, Alumínio e Sorocaba.
A operação chamada de ¨Terra Prometida¨ busca identificar e prender pessoas especializadas que atuam nesse crime e que teriam comercializado as terras que ficam em Sorocaba, Araçoiaba da Serra, Votorantim, Capela do Alto, Piedade e Salto de Pirapora (SP).
22 mandados de busca e apreensão foram expedidos para essas cidades.

Policiais apreenderam documentos em vários endereços da região (Reprodução TV Tem)

Gaeco cumpriu mandados de busca e apreensão em várias cidades da região (Reprodução TV Tem)

Documentos apreendidos nas residências dos suspeitos (Reprodução TV Tem)

Os suspeitos investigados desde o primeiro semestre de 2017, após denúncias na Polícia Civil.
Segundo a investigação, o grupo teria entrado com centenas de ações de usucapião para beneficiar os integrantes do bando.
Os suspeitos usariam documentos falsos para induzir as vítimas ao erro e conseguir vender as terras invadidas, particulares e públicas.

Já em Araçoiaba da Serra, os suspeitos invadiram, segundo o MP, uma área da Fundação Zoológico São Paulo.

wordpress plugins and themes automotive,business,crime,health,life,politics,science,technology,travel

Jornal do Povo | Escrito por:

Redação
Redação

Com seriedade e dinamismo, a nossa equipe procura fazer jornalismo de verdade, no qual a ética e a responsabilidade em divulgar os principais assuntos de interesse público são nossos principais objetivos.

Deixe seu Comentário